Conheça os tipos de cubas disponíveis para banheiros e dicas de uso

  • Home
  • Banheiro
  • Conheça os tipos de cubas disponíveis para banheiros e dicas de uso
Banheiro com bancada de madeira, revestimento de madeira na parede e cuba branca com torneira prata.
Cuba assinada por Ruy Ohtake para Roca (Foto: Divulgação)

O banheiro é, sem dúvidas, um dos ambientes mais utilizados em casa. Por isso, na hora da reforma é preciso atenção. Além de um projeto com a personalidade dos moradores, o espaço também precisa ser funcional e seguro.

Para atender estas demandas, um item que não pode passar despercebido é a cuba. Existem muitos modelos disponíveis no mercado, e cada um tem características técnicas específicas. Entender essas diferenças é imprescindível para conseguirmos fazer escolhas mais assertivas para o ambiente. Mas a gente te ajuda na missão!

CONFIRA: BANCADA DE COZINHA PARA VARANDAS OU ÁREAS GOURMET: QUAL MATERIAL USAR?

+ BANCADA DE PORCELANATO PARA BANHEIRO: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Dimensões indicadas

Altura
A altura recomendada (cuba + bancada + móvel) é entre 85 e 92 cm, segundo o livro do Neufert (conhecido como a bíblia da arquitetura e que aborda as medidas padrões para projetos). Essas dimensões conferem conforto e ergonomia para quem for usar. Mas lembre-se: em casos de pessoas que são extremamente altas ou baixas, é necessário personalizar as medidas com ajuda de um profissional da área.

Profundidade
A profundidade indicada para uma bancada de banheiro é de aproximadamente 50 cm. Em seguida, é preciso definir a dimensão que terá a cuba. E não se esqueça da ergonomia e funcionalidade do ambiente: como espaços adequados para circulação, abertura de portas, etc.

Lembre-se de deixar um espaço mínimo de 5 cm entre o final da cuba e o frontão, para ser realizada a limpeza. E no caso de torneiras com acionamento na parte inferior, que serão instaladas na parte de trás da cuba, é necessário ter no mínimo 10 cm de espaço para manuseio com conforto.

Outra dica extra para evitar problemas, é sempre confirmar com o fornecedor da bancada as recomendações específicas do material escolhido.

Largura
Atualmente, existem diversas opções de cubas que atendem banheiros pequenos e amplos. É importante pensar se é preferível ter um espaço maior de bancada, para usar na hora de se maquiar ou escovar o cabelo, por exemplo. Ou se a cuba deve  ser mais ampla para conseguir lavar o rosto, sem o risco da água escorrer e molhar todo o banheiro. Cada projeto tem necessidades diferentes e deve ser analisado de maneira única.

Cubas e fabricantes de bancada

Em muitas situações compramos a bancada e a cuba de empresas diferentes. Nesse caso é muito importante encaminhar a cuba para a empresa que vai fazer a  bancada, para que os furos de instalação sejam feitos da maneira correta. Não recomendo fazer esse serviço na obra, pois o risco de danificar o material é maior.

Tipos de cuba

Fiz um guia com os tipos de cubas que existem no mercado e listei dicas técnicas para te ajudar a escolher o melhor tipo de cuba para o seu projeto. Confira!

Banheiro com cuba de apoio preta sob estrutura de ferro preta, paredes revestidas de cimento queimado, espelho quadrado com moldura preta
Projeto assinado pela arquiteta Bianca da Hora (Foto: Divulgação)

Cuba de apoio

Esse estilo de cuba é o mais especificado por profissionais e existem muitas opções de materiais, cores e modelos disponíveis no mercado. Ela fica apoiada completamente em cima da bancada e tem grande destaque no banheiro. Vale ousar e escolher uma peça cheia de estilo, porque ela será protagonista no seu projeto. Mas lembre-se, é importante atentar-se à altura final para não ficar desconfortável no dia a dia.

Como esse tipo de cuba é mais alta, também é preciso atenção na hora de escolher a torneira. Existem modelos com mesa e sem mesa – espaço para apoio da torneira.
Se for instalada diretamente na bancada, é recomendado que ela tenha uma bica mais alta. Já se ela estiver posicionada atrás da cuba, confira o acionamento. Para ficar mais confortável, é ideal que a abertura e fechamento seja pela parte superior. Assim, não é preciso colocar o braço atrás da cuba toda vez que for ligar a torneira.
E se tiver mesa, é recomendado o uso de bica baixa.

Bancada de banheiro personalizada azul e branco com cuba embutida personalizada azul e branco.
Cuba Marrakesh da Kohler (Foto: Divulgação)

Cuba de embutir
As cubas de embutir são mais delicadas e clean. Ficam completamente embaixo da bancada. Como são mais profundas é necessário que a bancada tenha o tamanho suficiente para comportá-las. Com a tecnologia correta, é possível fazer cortes na marmoraria para encaixá-la com um bom acabamento na parte superior.

Essas cubas são fixadas pela parte de baixo da bancada e recomendo o uso de um armário ou gabinete na parte inferior, para ter uma estética mais agradável no banheiro. Lembre-se que o espaço interior do armário será reduzido para comportar o corpo da cuba.

A cuba de embutir pode ser encontrada em modelos quadrados, retangulares, ovais e redondos. Por isso, atente-se com a melhor dimensão para o tamanho da sua bancada.

Cuba redonda sob bancada redonda branca, com torneira preta.
Cuba da Deca, modelo kale green e branco fosco – cod L.1050.71
(Foto: Divulgação)

Cubas de sobrepor

As cubas de sobrepor ficam apenas com uma borda apoiada sobre a bancada. Elas possuem um design mais clean e são intermediárias entre as de apoio – que ficam totalmente apoiadas na bancada –, e as de embutir. Mas diferente dessa última, ela ocupa menos espaço no móvel da bancada e são encaixadas, ao invés de serem coladas. Nesse caso, as torneiras mais indicadas são as de bica baixa.

Além dos modelos brancos de louça mais clássicos, existem diversos tipos de design para as cubas de sobrepor, com cores e materiais diferentes, como a linha Brutalismo, da Deca, que são de cimentício.

banheiro com box de vidro, bancada de cimento queimado com cuba de sobrepor branca, armário de madeira, espelho quadrado e piso cinza.
Projeto da arquiteta Sandra Sayeg (Foto: Divulgação)

Semi-encaixe

Esse tipo de cuba é ideal para banheiros pequenos que precisam de bancadas mais estreitas. A parte de trás fica fixada e a da frente mais aparente, deixando a cuba em evidência. As laterais da bancada, ficam com uma profundidade menor e isso facilita a circulação e a abertura de portas.

Neste caso, a saia da bancada deve ter no mínimo a mesma altura da borda da cuba para ficar com um bom acabamento e dar suporte para a louça. As cubas de semi-encaixe possuem poucas variações de cores e materiais diferentes. As mais fáceis de serem encontradas são as brancas, com diversas dimensões e formatos para você adaptar de acordo com o tamanho da sua bancada. Mas atenção: é imprescindível levar essa cuba para a empresa que for fazer a bancada, para ser encaixada com precisão.

Cubas: banheiro com parede e piso de madeira com cuba de semi-encaixe branca.
Lavatório assinado pelo designer Rubens Szpilman (Foto: Divulgação)

Cuba suspensa ou lavatório

Nesse modelo de cuba não é necessário ter bancada e, em muitos casos, não são colocados armários na parte inferior. Ela é muito aplicada em ambientes residenciais e também comerciais. Geralmente é fixada diretamente na parede, mas caso a superfície seja de drywall é importante certificar se ela aguenta o peso da bancada suspensa. Esse tipo é indicado para banheiros que precisam ter acessibilidade, sendo possível encaixar a cadeira de rodas na parte inferior.

Assinada pelo designer carioca Rubens Szpilman, especialista em acessórios para banheiros feitos de resina de poliéster, disponível em diversas cores e transparente

Cubas: Parede com pia suspensa revestidos de granilite, armário amadeirado em baixo e espelho redondo.
Projeto Studio Horianski e Ribas Engenharia (Foto: Luiz Franco)

Esculpida

As cubas esculpidas são bem procuradas por profissionais pela liberdade criativa que o modelo oferece ao projeto. É possível, por exemplo, fazer esse tipo de cuba com o mesmo material da bancada, garantindo a fluidez da peça. A cuba pode ser feita com pedras ornamentais, pedras sintéticas ou porcelanatos que reproduzem diversos tipos de materiais.

Nesse estilo, ainda é possível esconder o ralo e criar diversos desenhos que atendam às necessidades e à estética do projeto. E uma grande vantagem é que de acordo com o material aplicado, é possível revestir pisos e paredes com o mesmo material.

Cubas: cuba esculpida preta com torneira preta.
Cuba de piso assinada pela Officina Portobello (Foto: Divulgação)

Cuba de piso

As cubas de pisos possuem um design mais minimalista e deixam os ambientes mais modernos. Uma grande vantagem é que elas não precisam se apoiar em nenhuma parede, como os outros modelos. Com criatividade é possível compor ambientes superdiferentes.

Um detalhe importante é que é possível usar armários na parte inferior das cubas de pisos. Também vale investir em nichos, armários superiores ou prateleiras, fazendo uma composição harmoniosa.

Nesse tipo de cuba, usa-se torneira de parede, teto ou de piso. E se ela tiver mesa (espaço para torneira sobre a bancada), é recomendado uma torneira de bica baixa.

O ponto de esgoto fica no piso e por ser diferente dos modelos tradicionais, é importante avisar ao responsável pela mão de obra com antecedência para que a parte hidráulica seja preparada corretamente.

Newsletter

Lilian Santos

Lilian Santos é formada em Design de Interiores e Marketing, trabalhou durante 07 anos em lojas especializadas em revestimentos, fez diversos cursos e treinamentos do segmento e resolveu pegar todo o seu conhecimento e criar o Revestindo a Casa para compartilhar dicas técnicas, que hoje ajuda milhares de pessoas. Ela desenvolve conteúdos para o digital, treinamentos para empresas do segmento, palestras e consultorias. Ah ela adora dar boas risadas, sempre tenta ver o lado bom das coisas e ama viajar.

Leave a Comment