Rodapé: o que é, para que serve e modelos mais comuns

O rodapé é uma peça colocada no ponto de encontro entre a parede e o piso. Além da função principal de dar acabamento, ele protege a parede contra a umidade, em eventuais derramamentos de água ou na limpeza com água corrente; e contra atritos mecânicos, como pontapés, pancadas e riscos. A utilização do rodapé ainda […]

Lilian Revestindo a Casa
Calendario 15 abril 2022 Lilian Revestindo a Casa
Compartilhe:
Rodapé modelos/estilos/como usar

O projeto do escritório Apartamento203 tem rodapé de poliestireno branco (Foto: Júlia Ribeiro / Divulgação)

O rodapé é uma peça colocada no ponto de encontro entre a parede e o piso. Além da função principal de dar acabamento, ele protege a parede contra a umidade, em eventuais derramamentos de água ou na limpeza com água corrente; e contra atritos mecânicos, como pontapés, pancadas e riscos. A utilização do rodapé ainda é um ótimo truque para camuflar a fiação indesejada. 

O modelo padrão tem, em média, 7 cm de altura. Mas isso não deve ser tomado como regra! A altura pode e deve ser definida conforme o estilo do projeto e o gosto do morador. Para um resultado mais clássico e tradicional, prefira modelos altos, até 10 cm. Uma grande vantagem neste caso é que o rodapé poderá disfarçar os pontos elétricos. 

Para um resultado mais informal, o rodapé de meia altura, entre 5 e 7 cm, funciona bem, principalmente quando feito no mesmo material do piso ou das portas. Já em projetos contemporâneos, é possível abandonar completamente o uso. 

 

Modelos de rodapé

Os rodapés sobrepostos são os mais comuns, instalados após a parede estar pronta, criando uma saliência. Eles podem ser parafusados, pregados ou colados à estrutura. Outra opção são os rodapés embutidos, onde a peça é instalada rente à parede durante a obra, sem nenhum tipo de saliência. 

Rodapé modelos/estilos/como usar

Projeto do arquiteto Samuel Lamas tem rodapé invertido em alumínio anodizado (Foto: Haruo Mikami/Divulgação)

O rodapé mais inusitado e moderno é o invertido que, como o próprio nome já diz, inverte a lógica natural. Durante a construção, as paredes recebem um pequeno recorte próximo ao piso para encaixar o rodapé invertido, de 2 cm de altura, que fica recuado com relação ao nível da parede. Esta configuração ainda protege as bordas inferiores das agressões cotidianas, mas dá a impressão de uma parede flutuante, que não toca o chão. 

 

CONFIRA: 7 DICAS PARA UMA REFORMA ORGANIZADA

 

Materiais para o rodapé

Os rodapés podem ser feitos dos mais variados materiais, desde que levemos em consideração se tratamos de uma área molhada, molhável ou seca. Áreas molhadas são ambientes onde a condição de uso ou a exposição a intempéries naturais poderão resultar na formação de uma lâmina de água. Este é o caso de banheiros com chuveiro, mais especificamente, dentro da área do box. 

Já as áreas molháveis são aquelas que recebem respingos de água devido ao uso do ambiente ou à exposição a intempéries naturais, mas não o suficiente para acumular grande quantidade de água. É o caso de lavabos, lavanderias e cozinhas, caso não sejam limpos de forma a acumular muita água. Dentro da casa, as áreas secas geralmente se restringem a salas, quartos, corredores e escritórios.  

 

Madeira natural

Rodapé modelos/estilos/como usar

Projeto do escritório StudioColnaghi tem rodapé de madeira clara no mesmo tom do piso (Foto: Vinicius Fernzeli / Divulgação)

 

Muito tradicional, o rodapé de madeira natural é muito comum quando buscamos combinar a peça com o piso. Contudo, este é um material com alta absorção de água, inadequado para áreas molhadas e questionável em áreas molháveis. Além disso, demandam uma maior manutenção com relação aos cupins. 

 

MDF 

Rodapé modelos/estilos/como usar

Projeto do escritório Ark2 tem rodapés de MDF pintados de branco (Foto: Divulgação)

 

Constituído de fibras de madeiras, o MDF é uma alternativa mais barata para a madeira natural, muito utilizado em conjunto com pisos laminados ou de madeira mesmo. O material tem a vantagem de não atrair cupins, mas corre um grande risco de estufar, especialmente, em áreas úmidas, motivo pelo qual não é recomendado em áreas molhadas e molháveis. 

 

CONFIRA: CONFIRA 10 DICAS PARA REALIZAR UMA REFORMARÁPIDA E EFICIENTE!

 

Poliestireno

Rodapé modelos/estilos/como usar

O projeto do escritório Apartamento203 tem rodapé de poliestireno branco (Foto: Júlia Ribeiro / Divulgação)

 

Líder em praticidade, o rodapé de poliestireno pode ser comprado à pronta entrega em diferentes medidas. Por se tratar de um tipo de plástico, é extremamente resistente e pode ser aplicado em áreas molhadas, molháveis e secas. Outra vantagem é que apresenta sulcos que permitem esconder a fiação elétrica. Pode ser fixado com uso de cola específica, sem necessidade de contratar mão de obra especializada. 

 

Cerâmica e porcelanato

Rodapé modelos/estilos/como usar

Pastilhas hexagonais avançam 30 cm da parede criando um rodapé no banheiro projetado pela arquiteta Ana Bumachar (Foto Alexandre Disaro/Divulgação)

 

Os rodapés cerâmicos ou em porcelanato são muito empregados quando se deseja o mesmo material para pisos e rodapés. A grande vantagem, além da continuidade do material, é que são resistentes à umidade, podendo ser utilizados em áreas molhadas e molháveis. 

 

Cores para o rodapé

Rodapé modelos/estilos/como usar

Na Haeckels House, o rodapé foi pintado de um tom mais escuro de coral do que a parede (Foto: Jo Bridges/Divulgação)

 

Além de combinar com o piso, a cor do rodapé pode ser escolhida de maneira estratégica. Quando laqueado de branco ou outra cor clara, favorecem a sensação de amplitude. Já as peças de madeira natural trazem um aconchego único. 

Para a pintura do rodapé, a tinta mais indicada é o esmalte à base de óleo ou água. Tradicionalmente, é uma tinta mais resistente, com maior aderência e secagem demorada. No caso do rodapé invertido, as cantoneira de metal criam uma sombra no arremate, reforçando o efeito de paredes flutuantes. 

Lilian Revestindo a Casa
Calendario 15 abril 2022 Lilian Revestindo a Casa

Leia também

Siga-nos no instagram

@revestindoacasa

Lilian Santos

Lilian Santos

CEO do Revestindo a Casa

Sou formada em Design de Interiores e Marketing, e especialista em revestimentos. Durante muitos anos, trabalhei em empresas especializadas do segmento e compartilho todos os segredos deste universo por aqui. Ainda ministro cursos, palestras e consultorias sobre o assunto, além de integrar o time de colunistas da Casa Vogue.

Ver mais