Como Realizar Limpeza de Piso: Descubra os Produtos Certos para não Errar na Faxina

  • Home
  • Coluna Casa Vogue
  • Como Realizar Limpeza de Piso: Descubra os Produtos Certos para não Errar na Faxina
Veja como higienizar diariamente porcelanato, madeira, laminado, piso vinílico e outros modelos e tipos de revestimentos
Cozinha em cimento queimado com mesa e cadeiras, geladeira e acessórios de cozinha.
Como limpar piso? Na foto, projeto em cimento queimado de Renato Mendonça (Foto: Lufe Gomes/Divulgação)

Nunca se falou tanto em limpeza da casa como agora. Devido à pandemia, nosso cuidado em manter superfícies higienizadas virou uma prioridade. E, quando o assunto é limpeza de piso, é necessário ter cautela com os produtos a serem aplicados diariamente. Cada material tem uma propriedade técnica e, se aplicado no piso errado, pode causar danos irreversíveis, prejudicando a estética e até mesmo danificar o material a ponto de reduzir sua vida útil.

CONFIRA: 5 BENEFÍCIOS DO PISO DE MADEIRA

Para facilitar a limpeza da sua casa, fizemos um guia para você realizar a limpeza de piso da maneira correta e, quando for necessário uma limpeza mais específica, como de manutenção ou remoção de alguma mancha mais complexa, é importante consultar o fabricante e ver os produtos recomendados por ele para não correr o risco de danificar o material e perder a garantia sobre o produto.

Uma recomendação que vale para todos os tipos de pisos é: evite produtos ácidos e corrosivos que tiram a proteção de produtos com impermeabilizantes, e os abrasivos, como a esponja de aço, que pode riscar.

PEDRAS ORNAMENTAIS

São os tipos de pedras aplicadas de forma decorativa, como mármores, granitos, travertinos, quartzitos… Cada tipo de pedra tem um nível de porosidade diferente, mas todas devem ser impermeabilizadas. Isso faz com que os poros se fechem, evitando a penetração de líquidos com mais facilidade e aumentando a sua resistência.

Sala com piso em travertino, sofás cinzas, desenho na parede e móvel de madeira.
Piso em travertino, projeto de Cristina e Laura Bezamat (Foto: Divulgação)

Para a limpeza de piso com acabamento liso, geralmente aplicados em áreas internas, como o polido e levigado, a higienização ideal consiste em água corrente e, em áreas muitos sujas, usar detergente neutro diluído em água.

Já para realizar limpeza em pedras ornamentais de áreas externas é recomendada a utilização de uma lavadora de alta pressão e detergente neutro também.

Banheiro com quartzito.
Banheiro com quartzito da Decolores (Foto: Divulgação)

PISOS EPÓXI

Disponíveis em diversos tipos, os pisos feitos de epóxi são monolíticos (não tem juntas com rejuntes), possuem alta resistência, não são porosos e só podem ser aplicados em áreas internas. São muito usados em ambientes de alto tráfego, como hospitais, restaurantes, e fábricas, mas também em obras residenciais.

“Os pisos monolíticos favorecem a limpeza devido à ausência de juntas, o que evita a proliferação de bactérias e fungos. Sua higienização pode ser feita apenas com sabão neutro e água”, explica a arquiteta Isadora Pierr, da Laticrete Solepoxy.

Sala com piso epóxi branco, mesa de jantar de madeira com cadeiras brancas e escada de madeira.
Sala com piso em epóxi, por David Bastos (Foto: Tuca Reinés)

PISOS COM BASE CIMENTÍCIA 

Os ladrilhos, pisos de concreto, cimentícios, granilite, cimento queimado são exemplos de revestimentos com base cimentícia.

Para esse tipo de piso podemos escolher o acabamento, cor e se será para áreas internas ou externas. Por terem essa base, eles são naturalmente porosos, aderindo sujeira com mais facilidade.

Ambiente com piso de cimento queimado, estante com livros e vasos, cadeiras, mesa e poltonas.
Piso de cimento queimado, projeto de Patricia Martinez (Foto: Divulgação)

Em áreas internas, a limpeza de piso com texturas muito rugosas acabam sendo mais difíceis. Mas, se você manter esse piso impermeabilizado, cria-se uma película de proteção contra a sujeira. Em geral, recomenda-se o uso de aspirador de pó ou vassoura com cerdas macias para tirar a sujeira superficial e, depois, usar um pano umedecido com água diluída no detergente neutro.

Em áreas externas é recomendado a lavagem com lavadora de alta pressão com jato leque e detergente alcalino, que remove a sujeira com mais eficiência. Cada tipo de limpeza exige uma diluição de detergente diferente.

Ambiente de cozinha com piso com ladrilhos hidráulicos, armário e gabinete azul.
Piso com ladrilhos hidráulicos da Très Arquitetura (Foto: Evelyn Muller)

PORCELANATO E PISOS CERÂMICOS

Quando o assunto é limpeza de piso, eles possuem um baixo grau de absorção e são consideramos um dos mais práticos.

Cozinha com piso de porcelanato, mesa com 8 cadeiras e luminárias pendentes.
Piso de porcelanato por Erique Moreira (Foto: Divulgação)

Quanto mais brilhante for o porcelanato, mais fácil de limpar, pois tende a reter menos sujeira em sua superfície. E, quanto mais texturizado, ou com mais superfície de rejunte (caso das pastilhas) mais sujeira irá segurar. É sempre importante varrer todo piso e depois passar pano úmido com água em toda superfície com sabão neutro ou saponáceo.

Cozinha pequena com piso de pastilhas, geladeira cinza, armários branco e cinza.
Piso de pastilhas da Decortiles (Foto: @fashioncoolture)

“Em caso de necessidade de uma higienização mais específica, pode-se utilizar água sanitária ou desinfetante diluídos em água para auxiliar na remoção de bactérias e outros micro-organismos” explica Anderson Patricio Eziquiel, coordenador de garantia de qualidade da Eliane Revestimentos e Decortiles.

PISO DE MADEIRA

A madeira não pode receber água em excesso, pois pode penetrar pelas juntas, e exige cuidado. Para sua limpeza eficaz é necessário remover todaa  sujeira com vassoura de pelo ou aspirador, depois passar pano úmido (sem pingar água) por toda a superfície com uma solução contendo detergente neutro.

Ambiente com piso de taco, mesa e cadeiras de madeira, quadro e luminária pendente.
Piso de taco no projeto de Cristina e Laura Bezamat (Foto: Divulgação)

Depois faça a secagem com um pano seco e libere a passagem de pessoas depois que estiver completamente seco, evitando que a madeira fique manchada.

Dica: Para todos os revestimentos que são mais porosos, como pedras ornamentais, revestimentos de base cimentícia e pisos de madeira, é importante se atentar à queda de substâncias que sejam muito pigmentadas e que podem mancham, como alimentos muito gordurosos. Se possível, realize uma limpeza imediata.

DECK DE MADEIRA

Usados em áreas externas, os decks são mais sensíveis e sua limpeza não pode ser feita com lavadora de alta pressão. A limpeza dever ser feita com vassoura e detergentes específicos, fornecidos pelos próprios fabricantes de decks.

Area externa de casa com deck de madeira, árvore e vista para bar.
Deck de madeira no projeto de Junior Piacesi (Foto: Divulgação)

LAMINADO

O piso laminado é um é composto de lâminas de madeiras e, por isso, da mesmo forma que um piso de madeira não pode ficar submerso em água, o laminado também não pode. Para limpar, basta usar vassoura de pelos macios, aspirador de pó e pano bem torcido com água.

Ambiente compactado com mesa de jantar e cadeiras, sofá de canto verde, mesa de centro de madeira e piso laminado.
Exemplo de piso laminado da Durafloor (Foto: Divulgação)

“O álcool é a maneira mais eficaz de proteger todos os lugares contra a proliferação de vírus e bactérias. Com concentração a 70%, além de possuir alto poder de desinfecção, é um produto de fácil utilização e apresenta evaporação rápida, o que o torna um excelente aliado na limpeza dos pisos laminados e LVT/vinílicos”, comenta Flávia Athayde Vibiano, gerente de marketing e serviços da Eucatex. O álcool e detergente neutros podem ser usados na limpeza dos laminados se primeiro diluídos em água. Depois, faça a aplicação de um pano macio e seco na superfície para finalizar.

PISOS VINÍLICOS

Pisos vinílicos são compostos de cloreto de metila, PVC, possuindo um aspecto mais emborrachado. Ele pode encontrado em mantas, placas ou réguas. Existem tipos de vinílicos que são texturizados, e que, consequentemente, vão acumular mais sujeira.

Mas, por ser emborrachado, o piso vinílico é um pouco mais resistente à água. Os modelos que são colados podem ser lavados (não submersos) e os clicados podem receber uma limpeza com pano umedecido com água e sabão neutro. É importante remover bem os resíduos de detergente e secar antes de liberar o tráfego.

Ambiente com piso vinílico, sofá cinza com mini estúdio de musica.
Piso vinílico da Liv’n Arquitetura (Foto: Divulgação)
Newsletter
Avatar

Lilian Santos

Lilian Santos é formada em Design de Interiores e Marketing, trabalhou durante 07 anos em lojas especializadas em revestimentos, fez diversos cursos e treinamentos do segmento e resolveu pegar todo o seu conhecimento e criar o Revestindo a Casa para compartilhar dicas técnicas, que hoje ajuda milhares de pessoas. Ela desenvolve conteúdos para o digital, treinamentos para empresas do segmento, palestras e consultorias. Ah ela adora dar boas risadas, sempre tenta ver o lado bom das coisas e ama viajar.

Leave a Comment