Cozinhas Pequenas: Veja dicas de Decoração

Série Apartamentos Pequenos – Soluções Práticas

Por Jéssica Lucas do Studio 92 Arquitetura

Projetar apartamentos pequenos é sempre um grande desafio que nós aqui do Studio adoramos!

É uma alegria imensa quando um cliente chega até nós com um apartamento studio, loft, kitnet ou um apartamento com metragem reduzida pois adaptar cada m² disponível de acordo com as necessidades e os desejos das pessoas que irão habitar aquele lar muitas vezes resultam em algo criativo, funcional e até inusitado. 

Por este motivo, iniciamos aqui no blog a série “Apartamentos Pequenos: soluções práticas”. Apresentamos soluções práticas para o layout e a decor de salas pequenas e agora é a vez de um dos ambientes mais importantes para o bom funcionamento de uma casa: a cozinha!

A cozinha costuma ser o coração da casa, independente de seu tamanho. Geralmente, iniciamos os nossos projetos por ela, pois seu layout e principalmente, a forma com que o cliente usa/ocupa este ambiente é o que acaba criando um caminho para o restante do projeto da área social. 

Ao projetarmos e observarmos as diversas configurações de apartamentos percebemos uma grande mudança com relação ao espaço dedicado às cozinhas nos apartamentos. 

Nos prédios mais antigos, da década de 50, o espaço é mais generoso, costuma ter uma copa anexada e passou a ser mais usada para os encontros em família. Já na década de 80 aproximadamente a cozinha integrou-se a sala e passamos a ter as “cozinhas americanas” com suas grandes ilhas funcionais (utilizadas e amadas até hoje!). Com o passar dos anos, dentro dos apartamentos, a cozinha acabou ganhando uma característica de “corredor” mas em contrapartida em muitos apartamentos, a área social tornou-se toda integrada. Atualmente, com a exploração da “varanda gourmet”, a cozinha tornou-se um ambiente mais livre e cheio de possibilidades. 

Claro que muitas dessas mudanças é uma reflexo da forma de vida de diversas gerações. Um ambiente muda completamente de acordo com suas necessidades. E abaixo iremos apresentar algumas dicas coringas para o melhor aproveitamento deste espaço que está cada vez menor dentro dos apartamentos mas que ainda sim podem ter identidade e serem muito confortáveis e funcionais!

  1. CONFORTO NATURAL DO AMBIENTE

A primeira etapa para começar a pensar a cozinha é: observe a iluminação natural e a ventilação do ambiente. A circulação do ar na cozinha é de extrema importância para determinar o melhor layout, a melhor distribuição dos eletrodomésticos (e também para entender a real necessidade de investir em alguns eletrodomésticos como coifa ou depurador, por exemplo – mas falaremos sobre este ponto nos próximos tópicos).

Cozinha de apartamento com armário azul, porcelanato branco e pia branca e azulejo preto e branco
STUDIO 92 ARQUITETURA

2. CIRCULAÇÃO CONFORTÁVEL

Este item vale para todos os ambientes e será repetido por aqui muitas vezes: não é porque o ambiente é pequeno que ele precisa ser apertado e desconfortável! Preze sempre pela circulação, principalmente para as cozinhas em formato de “corredor”, neste caso atente-se à profundidade das bancadas e armários e até se uma “ilha” é a opção ideal para o espaço disponível. Se a cozinha for completamente integrada à área social, pode-se pensar na possibilidade de projetar uma cozinha maior, com melhor circulação, mas sempre se atentando nas medidas dos outros espaços que estão integrados. 

Ambiente integrado, cozinha com fogão e bancada, mesa de jantar branca com cadeiras azuis, sofá com almofadas e parede azul
STUDIO 92 ARQUITETURA

3. TENHA CONTROLE NA HORA DE COMPRAR OS ELETRODOMÉSTICOS

Todos os que cozinham ou os amantes deste ambiente sonham em ter todos os eletrodomésticos do mundo em sua cozinha completa e super funcional mas devido ao espaço limitado (muitas vezes SUPER limitado), essa escolha deve ser feita com cuidado e de maneira racional (sim, é necessário segurar as vontades! rs). Os itens básicos e necessários (geladeira, fogão ou forno/cooktop e microondas) precisam ser proporcionais às medidas em que o ambiente oferece, lembre-se que quanto maior os eletros, menos espaço de armário/armazenamento você vai ter. 

CONFIRA: 07 DICAS DE DECORAÇÃO PARA UMA SALA PEQUENA

Outros itens como lava-louças e por incrível que pareça a coifa ou depurador, são realmente necessários? Muitos clientes querem estes itens no projeto mesmo sabendo que não os usam no lar atual. Muitas cozinhas possuem uma corrente de ar tão confortável que fazem com que o uso da coifa/depurador não sejam necessários no dia-a-dia. Em diversas reuniões com clientes, muitos dizem que nunca usaram suas lava-louças ou depuradores. Então, antes de tentar encaixar todos os eletros na sua cozinha, pense se eles realmente terão funcionalidade no seu dia-a-dia. 

Cozinha com porcelanato e azulejo no frontão, mesa de jantar, luminária de teto e ar condicionado. porcelanato e piso de madeira
STUDIO 92 ARQUITETURA

4. DÊ ATENÇÃO AOS ALINHAMENTOS

Sim, muita atenção! Quanto menor o ambiente, mais diferença fazem os detalhes! O desenho da marcenaria é muito importante para a estética do ambiente. Neste ponto você já considerou a melhor circulação para ter conforto no dia-a-dia, ja entendeu como o ar circula no ambiente e já começou a pensar nos eletrodomésticos para fazerem o ambiente cumprir sua função. Agora é hora de pensar nos armários: pense nos itens que você precisa para viver diariamente, no espaço que eles vão ocupar e assim você terá uma noção da quantidade de armários que necessita para ter um ambiente completamente funcional. Considere a quantidade de gavetas, portas e prateleiras necessárias e a partir da compilação dessas informações + os eletros que você começou a considerar acima e você terá uma grande ideia de como será a estética do seu ambiente. Tente sempre manter todos os alinhamentos possíveis para criar um ambiente harmônico.

Cozinha pequena com geladeira cinza, pia preta e revestimento preto e branco
STUDIO 92 ARQUITETURA

5. ACESSÓRIOS PODEM AJUDAR!

Muitas vezes a falta de armário nas cozinhas pequenas podem ser complementadas por acessórios como prateleiras suspensas, porta-temperos, porta-acessórios, calhas embutidas, etc. A criatividade é o mais importante! Utilize as paredes da melhor forma possível para o seu conforto e procure ter os itens mais usados diariamente ao alcance das mãos.

Panela sobre cooktop, bancada com espigas de milho, faca, itens de cozinha e azulejo branco. revestimento subwaytiles
STUDIO 92 ARQUITETURA

6. ILUMINAÇÃO FAZ TODA A DIFERENÇA

Além de uma boa iluminação ser necessária para enxergarmos bem a qualidade e estado dos alimentos, alguns pontos de luz podem trazer um ganho estético muito interessante à cozinha. Fitas de led embutida nos armários, spots estrategicamente posicionados, luzes dimerizáveis nos ambientes que estão integrados a cozinha, podem criar um clima completamente diferente! 

Panela sobre cooktop, bancada de porcelanato, com torneira preta e azulejo rosa.
STUDIO 92 ARQUITETURA

7. VAMOS FALAR SOBRE COR?

Na verdade não. A cozinha, independente de suas dimensões ou formato é um ambiente que assim como qualquer outro precisa ter a identidade de quem vai morar naquele lar. Então, nós acreditamos que com um bom projeto e uma boa composição de cores, ela pode ficar incrível! Não é regra que este ambiente, por menor que seja, tenha cores claras. O importante é buscar a harmonia que melhor se adequa ao ambiente e seus usuários. 

Abaixo seguem alguns exemplos de ambiente em diversos tons e que dentro de suas características únicas, ficaram maravilhosos!

Cozinha pequena com azulejo branco do metro, armário branco com verde claro e cobogos
Leticia de Nóbrega
Cozinha pequena com armários brancos e piso cinza
Roberta Moura + Paula Faria Arquitetos Associados
Cozinha pequena com pia branca, armários branco e bege e geladeira cinza.
STUDIO 92 ARQUITETURA
Armario de cozinha rosa, com mesa redonda preta, cadeiras de palha e piso de madeira.
PINTEREST
Cozinha pequena com lavanderia, armários azuis, piso geométrico de ladrilho hidraulico e azulejo branco.
ZALC ARQUITETURA
Cozinha pequena com azulejo branco, armários brancos e verde claro piso ceramico cinza
INÁ ARQUITETURA
Cozinha pequena com azulejos preto, prateleiras com vazos de flor, armário preto e pia branca.
BRENDA COSTA DESIGN
Cozinha pequena com bancada e armários pretos, geladeira cinza e bancos marrom e luminárias de teto, azulejos do metro paginação escama de peixe
BIANCHI E LIMA ARQUITETURA
Cozinha com piso de madeira, armários pretos e marrom, geladeira cinza e pastilhas pretas.
PINTEREST

E o mais importante de tudo: procure um arquiteto! Espaços pequenos ao mesmo tempo que são desafiadores, são MUITO promissores. Pode parecer que não mas existem INFINITAS possibilidades e soluções para os mesmos problemas. Uma mente criativa pode te ajudar a ter um espaço lindo, funcional, confortável e que caiba no seu orçamento. Então, conselho do fundo do coração: tenham um projeto! E depois voltem aqui para nos contar como foi a sua experiência!

O Studio 92 nasceu na época da faculdade, no momento em que expressar ideias realizando sonhos era um dos maiores desejos das amigas, e atualmente sócias, Débora Terra e Jéssica Lucas – formadas em Arquitetura e Urbanismo pela faculdade de Belas Artes. Durante o percurso profissional, passaram por escritórios de grande importância na área de Arquitetura e Design, participando de projetos desde a escala urbana até instalações em pequena escala, mas de grande impacto social e artístico. Atualmente, as profissionais buscam – por meio de especializações na área da Psicanálise Social, Arte e Fotografia – transformar o sonho de seus clientes em uma experiência sensorial, cultural e com caráter singular.

Para o Studio 92, é de grande importância que cada projeto expresse a identidade do cliente, com a visão de que o projeto é singular e, por isso, o primeiro contato com o cliente vai além da coleta de informações convencional. Tenta-se fazer parte da história de cada um, para que o resultado final seja uma obra única que expresse o modo de vida e a identidade de quem vai habitar este novo lar.








Newsletter
Avatar

Lilian Santos

Lilian Santos é colunista da Casa Vogue, formada em Design de Interiores e Marketing. Trabalha em lojas especializadas em revestimentos de alto padrão há 07 anos e já perdeu a conta de quantos projetos ela ajudou revestir. E como nesta área existem uma gama muito grande de materiais com especificações diferentes, nunca é uma tarefa fácil definir os acabamentos que irão no projeto. Então ela uniu todo amor que tem pela profissão e todo conhecimento técnico que adquiriu para criar o blog Revestindo a Casa e te ajudar nesse momento tão importante da sua obra.

Leave a Comment