Aprenda Como Usar Cores na Decoração

Por Jéssica Lucas do Studio 92 Arquitetura

Apartamento com cores definidas a partir da escala Pantone

O uso de cores na decoração expressa personalidade, cria sensações, aguça a percepção e é responsável por trazer boas energias para um ambiente.

Todos amamos cores! Elas fazem parte da nossa vida, da rotina, do dia-a-dia. Temos cores em todos os objetos do cotidiano, como em nossas roupas, acessórios, em tudo! Então, se estamos sempre coberto de cores, por que não podemos trazer um pouco dessa  identidade para o nosso lar?

Leia mais: Cores Transformadas em Alegria

Muitas pessoas ainda hesitam em fazer uso da cor em maior escala nos ambientes por receio de enjoar ou do ambiente ficar pesado, com muitas informações. Por essa razão,  acabam optando por deixar as cores para o final, aplicando aos detalhes. 

Mas fica aqui a dica: cor não é algo para ser escolhido no final do projeto! 

Para explorar melhor o uso das cores na arquitetura de interiores, é importante que no momento da concepção do projeto seja definida uma paleta de cores, pois ela vai nortear muitas outras decisões, como a escolha dos revestimentos, acabamentos em geral e itens de decoração. 

Leia mais: Milão 2018: Azulejos Zellige, uma Explosão de Cores

Aqui no Studio, nós simplesmente amamos cores! E amamos mais ainda quando os clientes topam o desafio de abusar delas! 

Então selecionamos um projeto nosso, que é cheio de identidade e personalidade, projetado para criar um refúgio de paz para a cliente. Lembra que eu disse que cor não deve ser escolhida só no final do projeto? Pois é! Neste caso, nossa primeira definição foi a paleta de cores! 

Apartamento com cores definidas a partir da escala Pantone. Sala de estar com tijolinhos brancos, piso de madeira e trilhos no teto.
Paleta de cores da pantone.

Na área social do apartamento Lapa, trabalhamos com uma escala Pantone que foi aplicada em todos os ambientes em busca de harmonia com o todo. Neste projeto fomos à contramão do caminho tradicional. As cores fortes estão nas peças de maior proporção, portanto, todas as cores da paleta foram aplicadas na marcenaria e as cores neutras estão nos acabamentos, mobiliário e na maior parte dos objetos de decoração. 

CORES NA DECORAÇÃO / Sala de estar com sofá de canto, trilhos no teto, piso de madeira, tapete com linhas onduladas e prateleiras com nichos.

Para manter uma estética leve – e criar um ar escandinavo na decoração –  optamos por trazer textura nos acabamentos, ao invés de cores. O revestimento geométrico “Traço Preto” da Lurca, o tijolinho rústico branco, a base neutra acinzentada das paredes e o tapete geométrico em branco e cinza, em composição com os elementos em preto na iluminação com fios aparentes – apresentados em linhas finas e delicadas –  na iluminação com fios aparentes e com a serralheria da estante e das banquetas quebram o impacto das cores, criando uma ambiente harmônico. 

Sala de estar com cores da pantone, piso de madeira e parede com revestimento de tijolinhos brancos.
Apartamento com cores definidas a partir da escala Pantone.

Nestas imagens temos a cor Ether nos armários da cozinha, o Weeping Millow logo ao lado, no painel que esconde o quadro de luz, e o Tradewinds aplicado no aparador da sala. 

Apartamento com cores definidas a partir da escala Pantone. Porta de banheiro com tom rosa.
Banheiro com porta em tom rosa.

O tom rosado, que remete ao Deauville Mauve, está presente na porta do lavabo. 

Apartamento com cores definidas a partir da escala Pantone. Cozinha com marcenaria em tom azul pastel e balcão branco.
Cozinha com armários em tom azul pantone, piso de porcelanato e ladrilhos na parede.

Na cozinha, a cor Ether aplicado nos armários de marcenaria, cria uma composição  com a base neutra das bancadas e do piso e com o cinza da parte inferior dos armários. Neste ambiente, buscamos ao longo das definições de acabamentos, explorar a relação entre texturas e cores, criando ambientes sensoriais. A geometria do azulejo cerâmico traz uma textura interessante, além de criar uma linguagem coerente com o restante da área social, por conta dos detalhes em preto. O epóxi, escolhido para o piso da cozinha, proporciona uma sensação confortável ao pisar e, mesmo não sendo de uso convencional em residências, essa sensação nos chamou a atenção. 

Sala de estar com pintura de cimento queimado, plantas em prateleiras, sofá de canto, piso de madeira,

Lembrando que se você não sabe por onde começar, quais cores escolher ou como combinar, não precisa ter medo! Atualmente, existem  diversos recursos disponíveis que podem auxiliar nessas escolhas. O bom e velho círculo cromático, com as suas cores complementares, vizinhas e opostas sempre podem ser um bom começo.
Além disso, no Pinterest, você pode encontrar paletas de cores criadas a partir de várias imagens de ambientes, da natureza ou de quadros de arte. As possibilidades são infinitas e vale a pena encontrar a que mais combina com sua personalidade!

Fotografia: Mariana Orsi 

Sobre o Studio 92 Arquitetura

O Studio 92 nasceu na época da faculdade, na qual expressar ideias realizando sonhos era um dos maiores desejos das amigas, e atualmente sócias, Débora Terra e Jéssica Lucas – formadas em Arquitetura e Urbanismo pela faculdade de Belas Artes.

Durante o percurso profissional, passaram por escritórios de grande importância na área de Arquitetura e Design, participando de projetos desde a escala urbana até instalações em pequena escala, mas de grande impacto social e artístico. 

Atualmente, as profissionais buscam – por meio  de especializações na área da Psicanálise Social, Arte e Fotografia – transformar o sonho de seus clientes em uma experiência sensorial, cultural e com caráter singular.

Para o Studio 92, é de grande importância que cada projeto expresse a identidade do cliente, com a visão de que o projeto é singular e,por isso, o primeiro contato com o cliente vai além da coleta de informações convencional. Tenta-se fazer parte da história de cada um, para que o resultado final seja uma obra única que expresse o modo de vida e a identidade de quem vai habitar este novo lar.

Newsletter
Avatar

Lilian Santos

Lilian Santos é colunista da Casa Vogue, formada em Design de Interiores e Marketing. Trabalha em lojas especializadas em revestimentos de alto padrão há 07 anos e já perdeu a conta de quantos projetos ela ajudou revestir. E como nesta área existem uma gama muito grande de materiais com especificações diferentes, nunca é uma tarefa fácil definir os acabamentos que irão no projeto. Então ela uniu todo amor que tem pela profissão e todo conhecimento técnico que adquiriu para criar o blog Revestindo a Casa e te ajudar nesse momento tão importante da sua obra.

Leave a Comment